| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Want to get organized in 2022? Let Dokkio put your cloud files (Drive, Dropbox, and Slack and Gmail attachments) and documents (Google Docs, Sheets, and Notion) in order. Try Dokkio (from the makers of PBworks) for free. Available on the web, Mac, and Windows.

View
 

PROJETO DARA - Primeiro Contato LIONS

Page history last edited by Geane Poteriko 6 years, 4 months ago

 

O PRIMEIRO CONTATO

 

LIONS CLUBE CURITIBA BATEL E ASSOCIADOS

 

 

- 16 de fevereiro de 2015

 

Prezados Companheiros Leões,

 

Meu nome é Geane Poteriko, sou professora da Rede Estadual de Educação do Paraná e, por intermédio do Lions Clube Curitiba Batel e seu Leo Clube, desenvolvemos alguns projetos e ações em parceria com colégios estaduais de Colombo (PR). Desta maneira, conheci o incrível trabalho do Lions Clube, assim como seus ideais de solidariedade que aproxima os milhares de sócios em prol das comunidades, visando a prestação de serviços significativos e ajuda “àqueles que não podem ajudar a si mesmos”.

 

Gostaria de destacar, antes de mais nada, o lema: "Promover o orgulho de ser Leão", sentimento que se configura como o alicerce do compromisso de servir os outros e que concedeu ao Lions Clube o status de “líder global em serviços humanitários”. Assim como é recomendado no documento: “Destaques do Lema Internacional de 2014-2015”, uma forma de se “promover o orgulho de ser Leão” é através de parcerias, visto que é possível fazer mais e realizar mais quando se trabalha junto a pessoas, empresas e organizações com posturas semelhantes.

 

Considerando tais aspectos, é na condição de “MÃE” e com o sentimento de esperança na busca de melhores possibilidades para minha filha que entro em contato. Sou mãe de uma bebezinha de um ano que nasceu com agenesia de mão e por esta razão não possui os dedos e parte da mão direita.

 

Através de pesquisas e alguns contatos, conheci o trabalho da ONG “E-nabling the future” (ou E-nable), que conta no Brasil com um grupo de alguns voluntários unidos com o objetivo de ajudar famílias de crianças com agenesia de mão (ou outras condições congênitas que afetam membros superiores) a conseguirem próteses gratuitas.

 

A E-nable se caracteriza como um movimento mundial formado por voluntários de todo o planeta: engenheiros, artistas, fisioterapeutas, designers, professores, entusiastas, famílias e pessoas comuns que querem fazer a diferença. É importante ressaltar que o seu conceito é colaborativo e visa distribuir conhecimento para a produção de próteses infantis de baixo custo, a partir da tecnologia de impressão 3D.

 

Para uma melhor compreensão do trabalho desta ONG, assim podemos sintetizar: a plataforma online (http://www.enablingthefuture.org) disponibiliza para download modelos detalhados de próteses infantis que podem ser feitas com poucos recursos e que, além de acessíveis, são funcionais e também divertidas, inspiradas em super-heróis. No mundo todo, voluntários com acesso a impressoras 3D se mobilizam para produzir estas próteses e fazer doações às crianças que necessitam.

 

Aqui no Brasil, conheci o trabalho do paulista Marcelo Botelho, que é estudante de engenharia mecânica e através do tutorial detalhado de prótese disponibilizado no site, construiu para o garoto Kelvin (de Santo André, SP) uma mão biônica inspirada no personagem Ben 10, o herói favorito do garoto.

 

A grande vantagem dos modelos de próteses disponibilizados pela E-nable é o baixo custo de produção, pois são utilizados materiais mais baratos para a impressão tridimensional, como o termoplástico ABS. A prótese de Kelvin, por exemplo, custou somente R$ 40, uma vez que foi fabricada com plástico e outros itens, como linha de pesca, velcro, elástico e espuma. 

 

O voluntário Marcelo Botelho busca apoio para produzir mais próteses. Entrei em contato com ele por e-mail (marcelobotelho1986@gmail.com) para saber mais sobre seu projeto, e ele explicou que já fez outras próteses e está focado também em um projeto de prótese elétrica, já que o Brasil está carente em alguns quesitos como plástico barato. Marcelo relata que tem muitas despesas com a compra de filamentos para impressora 3D, mas está preparando soluções para diminuir esses gastos. Uma forma interessante encontrada por Marcelo Botelho para diminuir os gastos na produção destas próteses infantis é fabricar suas próprias impressoras 3D, assim ele torna possível baratear esse processo evitando a compra das impressoras no exterior.

 

Este voluntário mostra muita força de vontade para conseguir dar continuidade ao projeto de produção de próteses gratuitas a crianças que necessitam. Por isso, entro em contato com vocês - companheiros do Lions Clube - para solicitar apoio a esta ação solidária. Como mãe de criança que possui apenas uma mão, sei da importância e do impacto desta ação social na vida de uma família. Aqui no Brasil, as próteses são extremamente caras, a maioria inacessível à população em geral, por isso o desenvolvimento de próteses feitas em impressoras 3D a baixos custos é revolucionário. Mas precisa muito da divulgação e ajuda de parceiros para seguir adiante.

 

Minha esperança é que a rede E-nable consiga mais voluntários no país, dessa forma com certeza muitas crianças seriam beneficiadas – assim como futuramente minha filha. Junto ao trabalho solidário destes voluntários, o apoio de uma associação internacional como o Lions Clube poderia acelerar este projeto e ajudar muitas crianças a receberem próteses e melhorarem suas condições de vida.

 

Gostaria muito de contar com o apoio de vocês! Peço por gentileza que repassem este e-mail a outros companheiros leões, outros clubes, ou mesmo indiquem instituições e possíveis parceiros, empresas, voluntários ou ONGs que poderiam apoiar este projeto.

 

Esta é uma forma de fazer a diferença na sociedade. Ajudar “àqueles que não podem ajudar a si mesmos”. Auxiliar no desenvolvimento de uma tecnologia que irá impactar positivamente a vida de muitas famílias e suas crianças que esperam novas possibilidades para “usar” e “dar” ambas as mãos – literalmente falando.

 

Para maiores informações, acessem os sites:

 

http://gepoteriko.pbworks.com

http://www.enablingthefuture.org

 

Contato:

Marcelo Botelho - marcelobotelho1986@gmail.com

 

Atenciosamente,

Geane Poteriko

São João do Ivaí – PR.

Fevereiro/2015

 

Obs: Nas fotos abaixo, Marcelho Botelho está na primeira imagem com o menino Kelvin e sua prótese inspirada em Ben 10.

 

Referências:

 

http://www.lionsclubs.org/PO/common/pdfs/2014theme_highlights.pdf

 

http://www.hypeness.com.br/2014/10/brasileiro-cria-protese-infantil-do-ben-10-com-ajuda-do-e-nabling/#

 


 

- 16 de fevereiro de 2015

 

Querido amigo e Leonino Cascaes, Leões de Ctba, e profa. Geane, que trabalho maravilhoso e dignificante!

Entrarei em contato com o Marcelo e apresentarei o assunto ao grupo de pesquisa de Produtos orientados para Tecnologia Assistiva (POTA) do Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção e Sistemas da PUC-PR. Atualmente temos 2 impressoras 3D, uma de remoção e outra de adição. Tentarei colocar o tema na pesquisa de Iniciação Científica para alunos de graduação em Engenharia. No entanto, o nosso maior problema é a compra do cartucho de impressão, que custa em torno de R$ 600,00 cada um, contendo 1kg de resina, o qual não posso repassar o custo para o aluno e o professor, assim dependo de aprovação de projetos de instituição que abrem chamadas para apoio financeiros, como CNPq, Fund Araucária etc.

Estudarei outras formas para trabalhos sociais de voluntários e tentarei o apoio da SEJU e SESA.

 

Na unidade deste, 

Beijos,

 

Mª.Lucia Miyake Okumura


www.lumiy.wordpress.com

 


 

http://www.gazetadopovo.com.br/economia/conteudo.phtml?tl=1&id=1532945&tit=Impressao-3D-ao-alcance-de-um-clique

 


 

- 23 de fevereiro de 2015

 

Prezados CL Cascaes, Carlos Eugênio, Cláudio, João Santos e Nilson,Prezadas CL Liu e M. Lúcia,

Saudações!Primeiramente, é uma grande satisfação manter contato com vocês!

 

Gostaria, neste e-mail, de esclarecer alguns pontos importantes com relação ao trabalho solidário de construção e doação de próteses feitas em impressoras 3D para crianças que necessitam, iniciado há pouco tempo no Brasil por voluntários da ONG e-Nable.
Como eu disse em e-mail anterior, a e-Nable é um movimento mundial que distribuiu conhecimento para a produção de próteses infantis de baixo custo, a partir da tecnologia de impressão tridimensional. Quando a família de uma criança precisa da doação de uma prótese, o procedimento é o seguinte: um responsável pela criança acessa o site da ONG, no espaço GET INVOLVED! Preenche um formulário de inscrição e solicitação da "e-Nable Hand" ou "e-Nable Arm". A partir daí, um processo é iniciado, a solicitação é encaminhada para um voluntário que representa a localidade mais próxima, este entra em contato com o voluntário dessa localidade que é responsável pela impressão das próteses (trabalho feito sem remuneração alguma e nem fins comerciais). 

 

Um exemplo concreto: na Região Metropolitana de Curitiba conheci uma menina de 9 anos chamada Gabriella. Ela mora no Bairro Campina da Barra, em Araucária, é de uma família humilde e também nasceu com agenesia de mão. Via e-mail, fiz ao voluntário Marcelo Botelho a indicação de Gabriella para receber uma prótese, ele se dispôs a fazê-la, a mãe de Gabriella enviou o formulário de inscrição e solicitação da doação no site e-Nableencaminhou fotos das mãos da filha conforme o padrão solicitado e agora aguarda o contato dos voluntários da ONG. Para adiantar o processo, o voluntário Marcelo pediu que a mãe de Gabriella lhe enviasse antecipadamente as fotos das mãos da filha, para deixar a escala pronta e já ir imprimindo a prótese aos poucos, assim quando a e-Nable lhe encaminhar o pedido, o projeto estará adiantado (há duas outras crianças na frente de Gabriella para receber próteses de mão, por isso o tempo de entrega ainda é indefinido). Terminada a impressão e montagem, a família recebe em casa a prótese via Sedex.No caso da prótese de Gabriella, a dificuldade do voluntário é com o custeio dos materiais: aproximadamente 500g de material de impressão custa 60 reais, os outros materiais utilizados na prótese não precisam ser comprados no momento pois o voluntário Marcelo Botelho já os possui em estoque. Dependendo do modelo da prótese apropriada para a menina, pode-se utilizar 500g ou 1000g de material. Ou seja, um baixo valor, mas inviável de ser custeado somente pelo voluntário em todos os casos nos quais ele trabalha.Do mesmo modo que a solicitação de uma doação é feita pelo site, todas as pessoas de quaisquer partes do mundo que desejam ser voluntárias podem se cadastrar no link GET INVOLVED!, preenchendo um formulário em "Lend a hand". É um formulário simples e, o mais importante, esclarece que os voluntários e-Nable podem realizar muitas funções diferentes, não é necessário especificamente ter uma impressora 3D, ou fazer a doação de uma, nem mesmo possuir habilidades no manuseio destas impressoras ou de tecnologias relacionadas. 

  

Há muitas maneiras de ajudar, e o formulário apresenta uma lista com as funções que indicam de que forma os voluntários podem colaborar neste trabalho solidário. Na inscrição, a e-Nable solicita uma dica de quais as áreas possam ser de interesse da pessoa. Seguem as descrições de cada função na lista abaixo:

 

- BLOGUEIRO (BLOGGER) - Blogueiros são aqueles que mantêm um blog, o que é relevante para o trabalho que a e-Nable está fazendo, ou aqueles que estão interessados ​​em escrever no blog como convidado e-Nable.

 

PATROCINADOR COMERCIAL (COMMERCIAL SPONSORSHIP) - Quaisquer organizações que desejam apoiar o trabalho da ONG e-Nable, seja com materiais/hardwares, licenças de software ou outros serviços.

 

DESIGNER - Qualquer um que quer estar envolvido com o processo de concepção de modelos novos e aprimorados para dispositivos protéticos e outras tecnologias assistidas. As habilidades de modelagem em 3D são um benefício significativo, mas não são obrigatórias aos voluntários.

 

- COLABORADOR (DEVELOPER) - A e-Nable é uma próspera comunidade online com uma crescente coleção de informações, modelos, materiais de treinamento, etc. Colaboradores são aqueles com habilidades de programação que podem ajudar na construção de automação, aplicações online, integração de sistemas, etc.

 

ESCRITOR DE DOCUMENTOS (DOCUMENTATION WRITER) - Qualquer um que gosta de criar documentação pode ajudar aqui. A e-Nable precisa de uma boa documentação para ajudar os outros a aprender a criar estes dispositivos para si e para as suas comunidades.

 

FABRICANTE (FABRICATOR) - Qualquer pessoa com uma impressora 3D que está disposto a ajudar com as  peças de impressão para os outros.

 

- MATCHER - Matchers ajudam a conectar aqueles que estão à procura de ajuda com aqueles que estão oferecendo ajuda. É um papel de extrema importância para garantir que todos que vem para a e-Nable recebam a assistência de que necessitam.

 

- PRODUTOR DE MÍDIA (MEDIA PRODUCTION) - Quem estiver interessado em produção de vídeos (ou fotos) para a e-Nable. Vídeos são especialmente úteis para ajudar a espalhar a palavra e construir a consciência para este importante trabalho.

 

PARCERIA NÃO COMERCIAL (NON-COMMERCIAL PARTNERSHIP) - Quem estiver interessado em estabelecer uma parceria não-comercial com a comunidade e-Nable (por exemplo, outras organizações de voluntariado com objetivos compatíveis).

 

EQUIPE DE SUPORTE ORGANIZACIONAL (OST: Organizational Support Team) – Aqueles que ajudam a e-Nable em todas as atividades por trás das cenas, que mantêm a comunidade e-Nable funcionando sem problemas. Esta é a equipe administrativa e de apoio para a comunidade.

 

PROFESSOR (TEACHER) - Este fala por si. Se você é um professor, a e-Nable adoraria trabalhar com você para obter mais estudantes envolvidos na impressão 3D e na fabricação de dispositivos protéticos.

 

TREINAMENTO (TRAINING) - Quem estiver interessado em fazer o treinamento, gravando vídeos de treinamento, ou desenvolvendo materiais de treinamento.

 

TRADUTOR (TRANSLATION) - Qualquer pessoa disposta a ajudar com a tradução de documentos da e-Nable do Inglês para outras línguas (ou vice-versa).

 

Destaquei em vermelho dois exemplos de funções nas quais o Lions Clube poderia ajudar.

  

  • A opção de NON-COMMERCIAL PARTNERSHIP - Parceria não-comercial é onde o Lions Clube Curitiba Batel se encaixaria, uma vez que é uma associação de voluntários com objetivos compatíveis (ajudar o próximo e a quem necessita, dentre outros). Estabelecendo uma parceria formal, através da adesão com inscrição no site e-Nable, as possibilidades viáveis ao clube para colaborar podem ser encontradas. 
  • Ou ainda, associados do Clube podem inscrever-se individualmente como voluntários e-Nable, de acordo com seus interesses.
  • Uma sugestão na função MATCHER: por exemplo, a ajuda na divulgação da e-Nable através de folders e outros materiais para a sociedade brasileira é bastante importante, pois muitas crianças que nasceram com agenesia de mão ou outra má formação de membro superior precisam de próteses, têm idade para recebê-las mas suas famílias não sabem que podem conseguir a doação de uma mão biônica feita em impressora 3D. Considerando que as crianças crescem rapidamente e precisam trocar possíveis próteses, as famílias normalmente descartam a possibilidade de oferecer estes dispositivos a seus filhos, mesmo porque outros tipos de dispositivos protéticos são extremamente caros e inacessíveis. Divulgar este trabalho, assim como a partir desta divulgação conseguir mais voluntários interessados em ajudar, seria algo que o Lions Clube Curitiba Batel poderia fazer, se houver interesse.

 

  • O LEO Clube do Lions Curitiba Batel é bastante ativo, poderia colaborar com campanhas de divulgação do trabalho e adesão de novos voluntários, por exemplo. Seria muito bom contatar empresas ou entidades que usam impressoras 3D para serem parceiras na impressão destes dispositivos e ajudarem na fabricação de próteses infantis também (além de Marcelo Botelho, há outros (poucos) brasileiros que imprimem próteses, mas aumentando a quantidade de pedidos, apenas Marcelo e estes outros não conseguirão dar conta das entregas). Por este motivo, o voluntário paulista Marcelo explica que tem como foco também divulgar e ensinar novas pessoas a fazerem as próteses.

 

  • As excelentes sugestões apresentadas por e-mail pela Mª.Lucia Miyake Okumura (16/02/2014) são outros exemplos, que podem ser incluídos na função PROFESSOR (Teacher). As sugestões dela são as seguintes: "apresentar o assunto ao grupo de pesquisa de Produtos orientados para Tecnologia Assistiva (POTA) do Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção e Sistemas da PUC-PR (...) Colocar o tema na pesquisa de Iniciação Científica para alunos de graduação em Engenharia" e ainda buscar parcerias para custeio dos materiais, como cartucho de impressão, e para isso solicitar a "aprovação de projetos de instituição que abrem chamadas para apoio financeiros, como CNPq, Fund Araucária etc". Excelentes ideias!

 

Aqui estão, ao meu ver, algumas possibilidades. Muitas outras podem surgir, pois há um leque de opções!

 

A Revista Veja (Edição 2414 - ano 48 - n8 - pag. 74-77) publicou uma reportagem que fala de um menino brasileiro, Leonardo, que foi ajudado pela e-Nable, e explica como esta ONG ajuda as pessoas, o processo de montagem das mãos protéticas, entre outras questões. O voluntário brasileiro responsável pela construção dessa prótese foi Octavio Nogueira (não tenho contato com ele). Encaminho neste e-mail imagens de 2 folhas (das 4 desta reportagem).

 

Na expectativa,subscrevo-me.
Abraços, Geane Poteriko.


 

 

Como funciona o trabalho da e-NABLE?

 

Segue abaixo um resumo. 

 

  • E-nabling the future (ou E-nable) é  um movimento mundial formado por voluntários, desde pessoas "comuns" até engenheiros, artistas, fisioterapeutas, designers, professores e entusiastas de todas as partes do mundo. 
  • A ideia é  colaborativa e tem como objetivo distribuir conhecimento para a produção de próteses infantis de baixo custo, a partir da tecnologia de impressão 3D.
  • A plataforma online disponibiliza para download modelos detalhados de próteses que podem ser feitas com poucos recursos e que, além de acessíveis, são funcionais e muito divertidas – sempre inspiradas em super-heróis.
  • No Brasil, 20 crianças já receberam a doação de próteses. 

 

 

- EXEMPLO DE ATUAÇÃO: O brasileiro Marcelo Botelho, estudante de engenharia mecânica, é um dos voluntários engajados com a causa. Ele usou o site  <http://enablingthefuture.org/> para ter acesso ao tutorial detalhado da prótese que construiu para o garoto Kelvin. 

 

https://www.youtube.com/watch?v=gvA4iidrFiw

 

Marcelo e os outros voluntários envolvidos buscam apoio para produzir mais próteses, para também que a rede e-NABLE ganhe cada vez mais voluntários no Brasil - e assim muitas outras crianças possam ser beneficiadas. 

 


 

PÁGINAS RELACIONADAS

 

PROJETO DARA

AGENESIA DE MÃO

PROJETO DARA - Vídeo 1 

Bridas Amnióticas  

 

 

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.