| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Want to get organized in 2022? Let Dokkio put your cloud files (Drive, Dropbox, and Slack and Gmail attachments) and documents (Google Docs, Sheets, and Notion) in order. Try Dokkio (from the makers of PBworks) for free. Available on the web, Mac, and Windows.

View
 

TCC - BLOG RECONHECENDO AS DIFERENÇAS

Page history last edited by Geane Poteriko 7 years, 10 months ago

 

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

 

 

ADRIANA INOCÊNCIA GONÇALVES

AGUINALDO SALTON

IONARA BLOTZ MENEZES

KELLYE FÁTIMA FABRIS ALVES

ROSILDA RIBEIRO DE SOUZA

 

BLOG RECONHECENDO AS DIFERENÇAS


 

Trabalho apresentado como requisito parcial para conclusão do curso de Aperfeiçoamento

em Mídias Integradas na Educação da Universidade Federal do Paraná - UFPR.

 

Orientadora: Profª Geane Aparecida Poteriko da Silva.

                                                                            


RESUMO: O contexto educacional é permeado por conflitos relacionados às dificuldades apresentadas no processo Ensino Aprendizagem. A escola, numa perspectiva conservadora, encarrega-se do processo de seleção e classificação dos alunos. O projeto do Blog muito contribuiu na disseminação das informações e reflexões envolvendo a temática Reconhecendo as diferenças. Esta ferramenta tecnológica passou a ser um espaço de reflexão sobre a inclusão e o Reconhecimento das Diferenças enquanto princípios éticos. Comumente alunos caracterizados por diferenças advindas de razões sociais, estruturais e psicológicas enfrentam no cotidiano escolar inúmeras dificuldades, a eles é ofertado o acesso legal, mas não necessariamente a permanência com qualidade. Ficando à margem, permanecendo na condição de excluídos até que algo ou alguém resolva olhá-lo sob outra perspectiva. Este espaço de comunicação e informação virtual visa sensibilizar toda a comunidade escolar através de suas postagens, as quais retrataram experiências e vivencias voltadas a inclusão e ruptura de paradigmas preconceituosos.

 

Palavras-chave: Inclusão. Reconhecimento das Diferenças. Blog, espaço democrático de informação.

 


1. INTRODUÇÃO

 

O contexto educacional é permeado por conflitos relacionados às dificuldades apresentadas no processo ensino aprendizagem. A escola, numa perspectiva conservadora, encarrega-se do processo de seleção e classificação dos alunos. Conforma-se com o contexto do mais ou menos, ou seja, o aluno dentro dos padrões que respondem às médias pré-estabelecidas socialmente. Quando há uma “diferença” são logo rotulados e, não raro excluídos do processo de aprender. Ficando à margem, permanecendo na condição de excluídos até que algo ou alguém resolva olhá-lo sob outra perspectiva. Alunos caracterizados por diferenças advindas de razões sociais, estruturais e psicológicas enfrentam diariamente no cotidiano escolar inúmeras dificuldades, a eles é ofertado o acesso legal, mas não necessariamente a permanência com qualidade.

 

Despertar o olhar dos alunos para outra perspectiva é o que este trabalho pretende. Desta forma, as postagens no blog retratam experiências e vivências de atividades que buscam a inclusão em sentido amplo. Após muitas tentativas de divulgar o trabalho desenvolvido pela Sala de Recursos e as possibilidades de todas as pessoas independentes de suas características físicas, intelectuais e emocionais.

 

Pensou-se no desenvolvimento do blog uma vez que a maioria dos alunos está conectada às mídias, bem como sentem necessidade em estar. Contudo, outro objetivo é atingir às metodologias e práticas pedagógicas que na grande maioria das vezes andam na contramão das Políticas Inclusivas, resistindo no interior da escola e caracterizando-se pela concepção meritocrática, onde somente os merecedores de elogios, que correspondem aos padrões estabelecidos de ideal de qualidades, têm sucesso.

 

Este trabalho de conclusão de curso apresenta a ferramenta blog com a pretensão de romper com os ideais das práticas pedagógicas e conceitos fortemente ligados à homogeneidade que só existe na utopia da comunidade escolar. Nesse contexto, a Sala de Recursos Multifuncionais se constitui, para muitos alunos, a oportunidade de aprender e ensinar, na medida em que rompe com os ideais das práticas pedagógicas fortemente na homogeneidade de alunos presente no pensamento utópico dos professores.

 


2. O USO DO BLOG NA EDUCAÇÃO

 

A utilização de blogs ganha espaço no ambiente escolar por se tratar de um instrumento acessível, com interface agradável e que possibilita a inserção de figuras, links, textos, entre outros. Outro aspecto que faz com que o blog seja um ótimo suporte textual para utilização em escolas é o fato de que permite a interação entre os atores escolares, seja através de comentários, seja através de pesquisas e postagens.

 

Sob esta perspectiva, o blog com objetivos educativos é uma forma de transpor os limites físicos da sala de aula e promover um espaço de interação e diálogo entre o professor e aluno e a informação. 

 

A definição de blog de acordo com Mantovani (2005, p.12), compreende “weblog ou simplesmente blog, como um tipo de publicação on-line que tem origem no hábito de alguns pioneiros de logar (entrar, conectar ou gravar) à web, fazer anotações, transcrever, comentar os caminhos percorridos pelos espaços virtuais”. Inagaki (2005, p. 1) define blog como “um site regularmente atualizado, cujos posts (entradas compostas por textos, fotos, ilustrações, links) são armazenados em ordem cronologicamente inversa, com as atualizações mais recentes no topo da página”.

 

As possibilidades educacionais de uso dos blogs incluem inúmeras finalidades, como para refletir sobre a prática pedagógica, descrever, compartilhar experiências, postar atividades, trabalhos, textos dos alunos, informações complementares às aulas, links interessantes, criar círculo de leitura, debates sobre temas abordados em sala. Dependendo da forma de interação entre professor e aluno através do blog, mesmo pode ser considerado um recurso pedagógico ou como uma forma de estratégia pedagógica.

 

O que diferencia o blog utilizado como um recurso do blog utilizado como uma estratégia pedagógica são as atividades e estratégias propostas no ambiente e o papel assumido pelo professor e pelos alunos. A utilização de blogs como recurso ocorre quando é utilizado como um depósito de informações, onde os alunos assumem um papel receptivo e o professor ativo, disponibilizando links, materiais de aula e conteúdos selecionados que devem ser consultados pelos alunos na sua disciplina. (BOEIRA, 2007, p. 5.)

 

Quanto maior a interação entre o professor, o leitor e o conteúdo, quando o blog oferece um espaço colaborativo, que possibilite a reflexão e discussão dos temas levantados, a síntese de ideias e proposição de soluções diante de problemáticas levantadas, mais eficiente se torna a ferramenta para a construção do conhecimento significativo.

 

O professor, neste contexto, torna-se um mediador do processo, direcionando, conduzindo e articulando o conteúdo e a participação e construção dos alunos diante das possibilidades que o blog oferece e a forma como o professor propõe explorá-lo.

 


3. BLOG COMO FERRAMENTA INCLUSIVA

 

A elaboração e construção do blog foram pautadas na ideia de que reconhecer as diferenças é um processo de reestruturação da cultura e das políticas vivenciadas nas escolas, reconhecendo o ser humano em sua singularidade, tendo em vista a satisfação pessoal de cada um e a inserção social dos mesmos.

 

O blog foi pensado por ser um meio de comunicação digital democrático, que atende a múltiplas possibilidades de expressão, com o uso de múltiplas linguagens. Sendo um espaço de interação que possibilita em seu ambiente virtual a combinação de texto, imagens e links.

 

Possibilita aos leitores expor comentários, questionamentos e sugestões, permitindo assim, o intercambio de informações, configurando-se em um espaço de aprendizagem, com vasto potencial pedagógico.

 

Assim, como evidencia Moran (2013), não se pode ignorar a nova forma de comunicação escrita que se destaca pela mídia internet:

 

Escrevemos de forma mais aberta, hipertextual, conectada, multilingüística, aproximando texto e imagem. Agora começamos a incorporar sons e imagens em movimento. A possibilidade de divulgar páginas pessoais e grupais na Internet gera uma grande motivação, visibilidade, responsabilidade para professores e alunos. (MORAN, online, 2013).

 

Neste projeto, o blog foi proposto como ferramenta inclusiva para o trabalho na Sala de Recursos Multifuncionais. Esta se constitui, para muitos alunos, a oportunidade de aprender e ensinar, na medida em que rompe com os ideais das práticas pedagógicas fortemente na homogeneidade de alunos que existe tão fortemente na utopia dos professores. Está organizada e estruturada sob as diretrizes do AEE (Atendimento Educacional Especializado), tem a função de identificar, elaborar e organizar recursos pedagógicos e de acessibilidade que eliminem as barreiras para a plena participação dos alunos, considerando suas necessidades específicas.

 

As atividades desenvolvidas na Sala de Recursos Multifuncionais diferenciam-se daquelas realizadas na sala de aula comum, não sendo substitutivas à escolarização. Esse atendimento complementa e/ou suplementa a formação dos alunos com vistas à autonomia e independência na escola e fora dela.

 

Considerando tais aspectos, optou-se pelo uso da ferramenta blog para complementar a prática pedagógica e as atividades realizadas no espaço escolar.

 


4.  ABORDAGEM PEDAGÓGICA

 

O presente trabalho apresenta o projeto que foi desenvolvido na Sala de Recursos do Colégio Estadual Líria Micheleto Nichele, em Fazenda Rio Grande, PR, pelas professoras Adriana Gonçalves e Camila Prendim.  

 

Os alunos matriculados neste programa eram coautores do mesmo. Somando um total de onze alunos, os quais participaram da criação, divulgação e manutenção do blog. Todas as matérias e eventos reportados tiveram a participação direta e ou indireta dos alunos.

 

Para a realização deste projeto, as mídias foram essenciais, ocorrendo a integração entre a mídia escrita e a mídia informática, através da internet. Sem o recurso do computador conectado a internet não seria possível, desde a criação, edição das matérias e impressão do material de divulgação.

 

A educação informatizada contribui significativamente para facilitar a conectividade e melhorar a integração entre docentes e discentes, permitindo ao aluno estabelecer “conexão” a tudo que o rodeia, ao que observa no seu universo intrínseco e no seu dia a dia.

 

Neste sentido, Moran (2007) afirma que:

 

... a escola, com as redes eletrônicas, abre-se para o mundo; o aluno e o professor se expõem, divulgam seus projetos e pesquisas, são avaliados por terceiros, positiva e negativamente. A escola contribui para divulgar as melhores práticas, ajudando outras escolas a encontrar seus caminhos. A divulgação hoje faz com que o conhecimento compartilhado acelere as mudanças necessárias e agilize as trocas entre alunos, professores, instituições. A escola sai do seu casulo, do seu mundinho e se torna uma instituição onde a comunidade pode aprender contínua e flexivelmente. (MORAN, 2007, p. 12). 

 

A mídia informática não é uma escolha aleatória no trabalho em sala de aula. É, sim, pautada no pressuposto de que é de fácil acesso e de que oportuniza imensas possibilidades de ampliação e aprofundamento do trabalho.

 

Além da mídia informática, este trabalho integrou a mídia escrita, através da leitura dos textos, sugestões práticas, pesquisas e imagens, o que forneceu subsídio para o desenvolvimento das atividades que foram desenvolvidas e posteriormente publicadas no blog.

 

Para a montagem das matérias foram necessárias fotos dos eventos, contamos assim com as câmeras fotográficas das professoras e alunos. Para realização da divulgação e eventos contou-se ainda com o projetor de mídias e equipamento de som. Neste viés, as mídias estavam presentes na maioria das situações de aprendizagem, tanto para os alunos participantes do projeto como para toda a comunidade escolar.

 

Conforme Lemos (2002, p. 316), o blog pode ser utilizado:

 

... como um laboratório de escrita virtual, onde todos os membros possam agir e trocar experiências sobre assuntos de mesmo interesse. Os conceitos de interação, cooperação e colaboração que o blog permite trabalhar tem suporte nas teorias construtivistas e interacionistas cuja principal contribuição recai sobre a importância da interação social no processo de aprendizagem e desenvolvimento do ser humano. (LEMOS, 2002, p. 316).

 

O blog, portanto, permite uma co-autoria, agindo como uma ferramenta que facilita o diálogo e a interação, que se caracterizam como aspectos indispensáveis na prática educativa.

 

No processo inicial de construção do trabalho, foi feita uma pesquisa em relação às configurações, conceitos e montagem de um blog. Posteriormente, foi feita uma reflexão em relação ao objetivo das matérias e postagens do mesmo.

 

Sob tal ponto de vista, Bezerra & Albuquerque (2009) afirmam que o planejamento apropriado vai além do planejamento do próprio professor. Faz-se necessária uma discussão de um projeto pedagógico onde todas as demandas possam interagir, levando em conta os pontos de vista de professores, estudantes, pais e comunidade, para assim chegar ao planejamento definitivo.

 

Os autores citam os passos que podem ser um caminho para uma “ciberpedagogia”:

 

É preciso (...) definir objetivo, formato, conteúdos e dinâmica de atualização para o blog pedagógico da turma ou do grupo envolvido no projeto e elaborar um plano de ações e atividades com registro organizado de datas, recursos e responsáveis. (BEZERRA & ALBUQUERQUE, 2009, p. 99-100).

 

Assim foi fundamentada a elaboração e manutenção do blog “Reconhecendo as Diferenças”, no endereço eletrônico:

 

http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br.

 


5. RESULTADOS COM O TRABALHO

 

O início das Edições do blog da Sala de Recursos do Colégio Estadual Líria Micheleto Nichele foi em 20 de outubro 2011. O projeto teve a duração de aproximadamente seis meses, sendo que a última edição foi em 07de abril de 2012.

 

Durante este período, o perfil completo foi visualizado 229 vezes, sendo que os acessos foram 4.108. Além disso, dezessete (17) pessoas se tornaram seguidoras.

 

Neste período, foram publicadas dezesseis (16) matérias, são elas:

 

Ano 2011

 

- Afinal o que é inclusão social? (Nesta matéria, são levantadas reflexões acerca do tema, onde é pontuado  a necessidade de respeito às diferenças).

http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/2011/10/afinal-o-que-e-inclusao-social.html

 

- Quem somos nós? (Uma apresentação geral do projeto e objetivos do mesmo).

http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/2011/10/quem-somos-nos.html

 

IMAGEM 1: POSTAGEM “QUEM SOMOS NÓS”.

FONTE: http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/2011/10/quem-somos-nos.html

 

- Inclusão social dos brinquedos. (Um novo mercado com vista a romper o paradigma da “perfeição” das bonecas em especial).

http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/2011/10/inclusao-social-nos-brinquedos.html

 

IMAGEM 2: POSTAGEM “INCLUSÃO SOCIAL DOS BRINQUEDOS”

FONTE:http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/2011/10/inclusao-social-nos-brinquedos.html

 

- 14 de novembro dia Mundial do Diabetes. (A importância de estar atento ao aumento de casos de diabetes tipo 1, uma vez que geralmente se manifestam na infância e adolescência, ou seja, idade escolar).

http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/2011/11/14-de-novembro-dia-mundial-do-diabetes.html

 

- Sala de Recursos Multifuncional. (Definição, objetivos, metodologia e avaliação).

http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/2011/11/sala-de-recursos-multifuncional.html

 

- Sala de Recursos. (Definição, objetivos, metodologia e avaliação).

http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/2011/11/sala-de-recursos.html

 

- AEE - Atendimento Educacional Especializado. (O quem vem a ser? Uma Política Nacional que pretende garantir o direito de todos a uma educação mais acessível e de qualidade).

http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/2011/11/aee-atendimento-educacional.html

 

- Visita ao Parque das Ciências. (Matéria sobre uma visita pedagógica dirigida no Parque das Ciências).

http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/2011/11/no-dia-28-de-outubro-alguns-alunos-da.html

 

- Visite nossa página. (http://reconhecendodiferencas.webnod.com.br). (Convite para acessar a página, outro projeto desenvolvido pelos alunos, juntamente com as professoras).

http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/2011/11/visite-nossa-pagina.html

 

- CEAOP – Centro de Avaliação e Orientação Pedagógica. (O trabalho desenvolvido por este serviço e a importância da avaliação multidisciplinar).

http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/2011/12/ceaop-centro-de-avaliacao-e-orientacao.html

 

- Um dia de Hip  Hop na Escola. (Uma dança que envolve o público com seu estilo próprio, garantido pelos elementos: rap, graffiti e break).

http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/2011/12/um-dia-de-hip-hop-na-escola.html

 

- Projeto “Eu quero ser da Paz”. (Finalização do projeto “EU QUERO SER DA PAZ”, sob coordenação do artista e professor Aguinaldo Salton. Uma reflexão sobre a Declaração Universal dos Direitos Humanos).

http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/2011/12/projeto-eu-quero-mais-e-ser-da-paz.html

 

IMAGEM 3: POSTAGEM “PROJETO EU QUERO É SER DA PAZ”

FONTE: http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/2011/12/projeto-eu-quero-mais-e-ser-da-paz.html

 

- Palestra sobre Bullying. (O tema foi apresentado pelo psicólogo Daniel, para alunos de 5ª e 6ª séries do período da tarde, uma vez que este tema esta presente nas mídias, porém muito pouco debatido no contexto escolar).

http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/2011/12/palestra-sobre-bullying

 

IMAGEM 4: POSTAGEM “PALESTRA SOBRE BULLYING”

FONTE: http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/2011/12/palestra-sobre-bullying.

 

- Acuidade Visual. (Uma sondagem simples em relação à condição visual dos alunos, para futuros encaminhamentos).

http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/2011/12/acuidade-visual.html

 

- Palestra sobre Estatuto da Criança e Adolescente. (O advogado Renan apresenta os direitos e deveres das crianças e adolescentes, pontuando em especial a necessidade do respeito acima de tudo).

http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/2011/12/palestra-sobre-o-estatuto-da-crianca-e.html

 

 

Ano 2012

 

- 08 de abril, dia Nacional do Braille. (Definição, importância e configuração deste sistema de comunicação).

http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/search?updated-min=2012-01-01T00:00:00-08:00&updated-max=2013-01-01T00:00:00-08:00&max-results=1

 


6. CONSIDERAÇÕES FINAIS

 

Conclui-se, com estes dados, que novos olhares foram formados em relação à Inclusão Social e a divulgação de Políticas Inclusivas, rompendo conceitos fortemente ligados à homogeneidade que só existe na utopia da comunidade escolar, ampliando a oportunidade e possibilidades de aprender e ensinar.

 

Após toda reflexão, ficou claro que a maioria das práticas excludentes, seja por professores, alunos e ou comunidade, acontecem por falta de informação. Considerando a capacidade que as mídias têm sobre a comunicação e informação, não restaram dúvidas em relação ao sucesso deste projeto.

 

Os onze alunos que participaram deste projeto tiveram melhorias significativas, acentuando a auto-estima; se antes tinham vergonha de virem para sala de recursos, já que segundo eles os colegas faziam piadinhas desagradáveis, depois passaram a orgulhar-se de fazer parte deste espaço.

 

É importante ressaltar ainda que, com este trabalho de informação através das mídias, vários alunos que não necessitavam de atendimento especializado queriam ser matriculados para participar das atividades na Sala de Recursos do Colégio Estadual Líria Micheleto Nichele.

 

Infelizmente, as professoras que coordenavam o projeto saíram do Colégio e o mesmo acabou não sendo mantido. No entanto, fica aqui o relato de uma experiência positiva que potencializou o trabalho pedagógico por meio do uso dos recursos midiáticos e ferramentas tecnológicas, comprovando a afirmação de Silva (2012, p. 1), segundo o qual a escola não deve se omitir perante a presença das tecnologias no seu interior, uma vez que “no contexto atual, em que os aparatos tecnológicos estão cada vez mais inseridos no dia a dia dos alunos, faz-se necessário pensar no ensino e na aprendizagem”, fazendo de tais recursos não os “vilões” que captam a atenção dos educandos, mas sim ferramentas que contribuem para que os educadores possam manter uma comunicação igualitária no espaço escolar.


 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 

BARATO, J. N. Cinco dicas sobre usos educacionais de blogs. Disponível em: http://jarbas.wordpress.com/5-dicas-sobre-usos-educacionais-de-blogs/ Acesso em: 02/09/2013.

 

BEZERRA, L.T.S. & ALBUQUERQUE, M. Blogs pedagógicos: possibilidades de interação por meio da escrita coletiva de hipertextos cooperativos. Revista Latino Americana de Tecnologia Educativa. 8 (2), 91108. RELATEC: 2009.

Disponível em: http://campusvirtual.unex.es/revistas/index.php?journal= relatec&page =article&op=view&path%5B%5D=493&path%5B%5D=429. Acesso em 14/09/2013.

 

BOEIRA, A. F. Blogs na Educação: Blogando algumas possibilidades pedagógicas. Disponível em:http://tecnologiasnaeducacao.pro.br/revista/a1n1/art10.pdf Acesso em: 02/09/2013.

 

BRASIL. Ministério da Educação. Nota Técnica. SEESP/GAB/Nº 11/2010, de 7 de maio de 2010. Orientações para a institucionalização da Oferta do Atendimento Educacional  Especializado – AEE em Salas de Recursos Multifuncionais, implantadas nas escolas regulares. Disponível em: http://www.pmpf.rs.gov.br/servicos/geral/files/portal/Documento_Subsidiario_EducaCao_Especial.pdf Acesso em: 14/09/2013

 

GONÇALVES, A; PRENDIM, C. Blog Reconhecendo as Diferenças. Disponível em: http://reconhecendodiferencas.blogspot.com.br/ Acesso em 02/09/2013

 

INAGAKI, A. Blogo, logo existo. Disponível em:

http://www.digestivocultural.com/colunistas/coluna.asp?codigo=1644. Acesso em 02/09/2013.

 

LEMOS, A. A arte da vida: diários pessoais e webcams na Internet”. Cultura da Rede – Revista Comunicação e Linguagem, Lisboa, 2002. Disponível em:

http://www.facom.ufba.br/ciberpesquisa/andrelemos/arte%20da%20vida.htm. Acesso em: 14/09/2013.

 

MANTOVANI, A. M. Weblogs na Educação: Construindo Novos Espaços de Autoria na Prática Pedagógica. Disponível em

http://www.labin.unilasalle.edu.br/infoedu/blog_pedagogico/textos/weblogs_educacao.pdfAcesso em: 02/09/2013.

 

MORAN, J. M. A Educação que desejamos: Novos desafios e como chegar lá. 2ª ed. Campinas, SP: Papirus Editora, 2007, v. 1.174 p.

 

MORAN, J.M. Mudar a forma de ensinar e de aprender com tecnologias. São Paulo: ECA, s/d. Disponível em: http://www.eca.usp.br/moran/uber.htm. Acesso em: 13/09/2013.

 

SILVA, L.F.C. Tecnologias Digitais e Ensino: o uso pedagógico do blog para ensino e aprendizagem de língua materna. Anais do SIELO. V.02, n.01. Uberlândia: EDUFU, 2012. Disponível em http://www.ileel.ufu.br/anaisdosielp/pt/arquivos/sielp2012/724.pdf acesso em 23/05/2013. Acesso em: 12/09/2013.


 

Fonte: http://www.cipead.ufpr.br


 

BANNER

 


 

OUTROS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO

SOBRE MÍDIAS INTEGRADAS NA EDUCAÇÃO

 

TCC - MÍDIAS IMPRESSA, SONORA E AUDIOVISUAL COMO UMA PRÁTICA PEDAGÓGICA 

TCC - COMPLEMENTAÇÃO DE AULA PRESENCIAL ATRAVÉS DO MOODLE

TCC - MULTIPLICIDADE DE INTERPRETAÇÕES DA IMAGEM FOTOGRÁFICA 

TCC - CINEMA EM CARTAZ - DIÁLOGOS COM A EDUCAÇÃO 

TCC - O USO DA LOUSA DIGITAL NA SALA DE AULA

TCC - BLOG RECONHECENDO AS DIFERENÇAS

TCC - LITERATURA INTERATIVA

 

 

TCC - CURSO DE TUTORES

CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES NO USO DAS TICs

O USO DE PODCASTS NO COMBATE À PICHAÇÃO

PODCASTS - APOSTILA PARA OS ALUNOS

O USO DO FLOORPLANNER COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA

 

 

 

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.