| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • You already know Dokkio is an AI-powered assistant to organize & manage your digital files & messages. Very soon, Dokkio will support Outlook as well as One Drive. Check it out today!

View
 

- INTRODUÇÃO

Page history last edited by Geane Poteriko 10 years, 3 months ago

 

 INTRODUÇÃO - HISTÓRIAS EM QUADRINHOS E CARTOONS


 

 

HISTÓRIA EM QUADRINHOS E CARTOONS: 

UMA INTRODUÇÃO

 

Há pelo menos 110 anos foram criadas as primeiras histórias em quadrinhos.

Na década de 1930 os gibis americanos foram os mais comentados e dominaram o mercado até pouco tempo. 

 

No Brasil, as histórias em quadrinhos começaram no século XIX, com grande influência estrangeira como “Super-homem e Batman”. 

 Os nomes mais lembrados no Brasil são Mauricio de Souza e Ziraldo.

 

 

AFINAL, O QUE SÃO HISTÓRIAS EM QUADRINHOS? 


As histórias em quadrinhos são enredos narrados quadro a quadro por meio de desenhos e textos que utilizam o discurso direto, característico da língua falada. Têm como objetivo principal a narração de fatos procurando reproduzir uma conversação natural, na qual os personagens interagem face a face, expressando-se por palavras e expressões faciais e corporais. 

Estas histórias se apresentam como um ramo da arte sequencial, na qual podemos incluir também o cinema.

 

 

ONDE E QUANDO SURGIRAM AS HQs?

 

As Histórias em quadrinhos – HQ - surgiram oficialmente nos Estados Unidos, em 1895,

com o Menino Amarelo (Yellow Kid) criado por Richard Outcault. 

 

 

No Brasil, o italiano Angelo Agostini é

considerado o pioneiro das HQ brasileiras.

 

 

 

 

 

                As aventuras do Nhô Quim ou 

  Impressões de uma Viagem à Corte (Angelo Agostini)

 

O primeiro grande herói de aventura foi Tarzan, criado por Edgar  Rice Burroughs, em 1912.

Tarzan estreou em tiras dominicais de jornal, desenhado por Hal Foster, em 1929.

 

 

O primeiro super-herói foi o Super-Homem, criado em 1933, por Jerry Siegel e Joe Schuster. 

Superman apareceu oficialmente no primeiro número da revista Action Comics em 1938.

 

 

No Brasil (1905), surgiu a primeira publicação voltada para os quadrinhos:

“O Tico-Tico”, criado por Renato de Castro e Manuel Bonfin e publicado pela editora S.A.O. Malho.

 

 

A Editora Brasil-América (EBAL), fundada em 1945 por Adolfo Aizen,

foi um dos pioneiros na produção e edição de histórias em quadrinhos

dedicadas a temas relacionados à educação e, especialmente, à História.

 

 

Os primeiros inimigos dos quadrinhos no Brasil foram os padres. 

Classificavam os quadrinhos como “imorais” e “desnacionalizantes”. 

Gilberto Freyre foi um dos maiores defensores dos quadrinhos no Brasil, 

que classificava como sendo uma “ponte para a literatura”.

 

 

 


O MUNDO DA COMUNICAÇÃO

 

Quem nunca viu um desenho em jornal e revista que, geralmente, mistura opinião e humor nos traços? 
Utilizado como um meio editorial para expor a opinião do veículo sobre um determinado fato, além de ser um instrumento para criticar de forma bem humorada um acontecimento ou comportamento social, a charge, o cartoon e a caricatura são expressões artísticas que estão lado a lado do jornalismo e da COMUNICAÇÃO.

Atualmente, programas de televisão e telejornais também têm dado espaço para esse tipo de manifestação cultural. 
Alguns ilustradores famosos como Millôr Fernandes, Henfil, Quinho, Ziraldo, Duke, Lute, Chico Caruso, Cláudio Paiva, Angeli, Laerte, Jaguar, e tantos outros, possuem inúmeras passagens na mídia impressa e eletrônica com vários trabalhos de sucesso.

Só para citar um exemplo, temos o famoso jornal O Pasquim, lançado em 1968, que foi um fervoroso crítico da Ditadura Militar e ajudou a revolucionar a mídia com as suas tiradas de crítica e bom humor.

Há alguns anos atrás, nos intervalos dos filmes ou seriados,a TV Globo fazia uso de charge e cartoons nas vinhetas para indicar o o breack comercial da programação.

No programa Big Brother Brasil, o ilustrador Maurício Ricardo é o desenhista responsável por criticar de forma bem humorada as situações que envolvem os heróis da nave louca de Pedro Bial e do diretor Boninho. 


Já a MTV Brasil, que criou há alguns anos a Drogaria de Desenhos Animados - uma espécie de departamento responsável pelas animações audiovisuais da emissora, vem lançando uma nova safra de desenhos animados nacionais com apelo para o público juvenil, que são exibidos semanalmente em horário nobre, como por exemplo a Mega Liga de VJs PaladinosFudêncio e seus amigosRockstar Ghost e The Jorges.

 

Mas é na internet, principalmente em blogs e sites de humor, que essa arte ganha mais notoriedade e ajuda a revelar novos ilustradores.

 

 

VOCÊ SABE A DIFERENÇA ENTRE CARICATURA, CHARGE E CARTOON?


Acompanhe abaixo as definições:

 

• CARICATURA: Vem da palavra caricare, de origem italiana, que significa carregar - no sentido de aumentar algo em proporção. É um desenho de uma pessoa ou personalidade, que enfatiza as características pessoais de uma forma bem humorada, dando evidência para detalhes da fisionomia, gestos, vícios e hábitos particulares.

 

• CHARGE: Vem da palavra francesa charger que significa carga, no sentido de exagerar nos traços do caráter de alguém ou de algo para provocar humor e reflexão. É um estilo de ilustração que satiriza, por meio da caricatura, algum acontecimento atual com um ou mais personagens envolvidos. Muito utilizadas em críticas políticas ou de situações do cotidiano atual.

 

• CARTOON: Tem sua origem da palavra italiana cartone (cartão, no sentido de pedaço de papel). Chamado também de cartune ou cartum é um desenho humorístico acompanhado ou não de legenda, de caráter extremamente crítico, que retrata de uma forma sintetizada, algo que envolve o dia a dia de uma sociedade, muito ligado à ações de comportamento, por exemplo. Geralmente, os temas do cartoon são atemporal e universal, pois não retrata, necessariamente, fatos ou acontecimentos da atualidade.

 

Veja abaixo alguns exemplos: 

 

 

                    CARICATURAS

 

 

 

 

 

 


 

                   CHARGES

 

 

 

 

 

           


                  CARTOONS

 

 

 

 


Voltar para a Página Inicial do Curso

 

 

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.