| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Dokkio Sidebar (from the makers of PBworks) is a Chrome extension that eliminates the need for endless browser tabs. You can search all your online stuff without any extra effort. And Sidebar was #1 on Product Hunt! Check out what people are saying by clicking here.

View
 

IDEB - JARDIM ESPERANÇA

Page history last edited by Geane Poteriko 11 years, 1 month ago

 

DESEMPENHO DO COLÉGIO JARDIM ESPERANÇA NO IDEB

 

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, IDEB, do Ministério da Educação (MEC) é hoje a principal referência no País para quantificar a qualidade da educação nas escolas.

 

Para formar o IDEB, é feita a combinação dos indicadores do fluxo escolar: taxas de aprovação e abandono (evasão) com o desempenho dos estudantes nas avaliações do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (SAEB).

 

Há dois tipos de exames, realizados a cada dois anos para e que verificam conhecimentos em Língua Portuguesa e Matemática. O primeiro deles é a Prova Brasil, destinada a alunos de 4ª a 8ª séries (ou 5º e 9º anos) do Ensino Fundamental público, nas redes estaduais, municipais e federais. Já o exame SAEB é uma avaliação feita por amostragem que apresenta resultados para cada unidade da Federação para o Brasil como um todo, realizada com alunos matriculados na 4ª e 8 séries (ou 5º e 9º anos) do Ensino Fundamental e no 3º ano do Ensino Médio nas redes públicas e privada.

 

O Colégio Estadual Jardim Esperança vem apresentando resultados consideráveis no IDEB*. Em 2010, atingiu o percentual de 4,1, enquanto o índice nacional e estadual foi de 4,9.

 

Em 2007, no estado do Paraná o percentual alcançado foi 4,0, e em 2009, o índice aumentou para 4,1. Ou seja, em 2010 o Colégio Estadual Jardim Esperança se manteve na média. Já a nível nacional, o ano de 2007 obteve o resultado de 4,2 e em 2009, 4,6.

 

Pode-se perceber nestes dados um desempenho favorável do CEJE na avaliação da qualidade da educação brasileira. Os números ainda não estão exatamente na meta estabelecida, no entanto é preciso considerar alguns aspectos relevantes. O primeiro deles é o fato de ser este um colégio recente, fundado em agosto de 2007 em função do aumento da demanda escolar da região, em Colombo, PR. O crescimento populacional na área levou a um aumento na procura de vagas nas escolas públicas, e assim as instalações do Colégio foram temporariamente improvisadas em uma antiga metalúrgica para atender a alunos do Ensino Fundamental e Ensino Médio.

 

Dessa forma, o colégio não possui quadra de esportes, nem Laboratório de Ciências, Química ou Laboratório de Informática. A infraestrutura do prédio encontra-se em estado de precariedade, bem como são escassos os recursos. Apesar disso tudo, a direção e a equipe de professores, pedagogos e funcionários estão se dedicando ao máximo para fazer um trabalho capaz de superar os problemas estruturais e manter uma proximidade maior com os alunos e a progressão de seu rendimento escolar.

O Colégio Jardim Esperança vem seguindo as orientações da SEED – Secretaria de Estado de Educação, no sentido de desenvolver iniciativas para identificar as dificuldades dos alunos e colocar em ação medidas eficazes que melhorem o trabalho pedagógico.

 

Assim, o CEJE busca ações práticas que possibilitam a superação das dificuldades do dia a dia escolar e refletem no bom rendimento do IDEB. A primeira delas é a Gestão Participativa. Segundo os novos parâmetros educacionais, a direção escolar deve atuar na função de “gestor’, ou seja, considerando a colaboração de todos na tomada de decisões. De acordo com as orientações da SEED, este tipo de gestão, com caráter participativo e democrático, tem como objetivo melhorar a qualidade do ensino. Nesse sentido, o Colégio Estadual Jardim Esperança investe em ações como o contato mais próximo com os pais de alunos e a comunidade escolar.

 

Outro aspecto relevante é que este tipo de gestão participativa oportuniza também a atuação dos colegiados estudantis. O espaço e apoio oferecido ao Grêmio é um fator que vem trazendo não apenas melhorias no cotidiano do colégio, mas acima de tudo no que diz respeito à motivação e engajamento dos alunos no espaço escolar. O CEJE permitiu a participação ativa do Grêmio Estudantil Nova Geração, liderado por um grupo de alunos do 2º ano do Ensino Médio, e que conseguiu mobilizar a comunidade local e até mesmo as autoridades para os problemas estruturais do prédio e dos recursos escassos. Assim, através do conceito prático da “gestão participativa”, o grupo de alunos do Grêmio Estudantil trabalha ao lado da direção escolar, discutindo quais as prioridades para a escola e buscando os mesmos objetivos.

 

Além disso, outra ação do CEJE que reflete diretamente na melhoria dos índices do IDEB é a realização de eventos de interesse dos alunos e dos pais e o desenvolvimento de atividades extracurriculares. É certo que os alunos que participam de atividades em contraturno escolar apresentam mais interesse e envolvimento nos assuntos referentes ao colégio. Em função da estrutura do prédio onde está instalado o Colégio Estadual Jardim Esperança, em caráter provisório, ainda não há possibilidades de desenvolver atividades extracurriculares sequenciadas e diárias destinadas a um número maior de alunos. No entanto, alguns trabalhos extracurriculares vêm sendo realizados pelo Grêmio Estudantil, com o apoio da equipe pedagógica e dos professores, tais como: eventos esportivos e culturais, participação em concursos destinados a alunos, envolvimento em atividades com teatro, projetos pedagógicos e ainda ações voltadas à melhoria do prédio escolar, envolvendo inclusive busca de doações para reformas.

 

A estruturação da APMF é outro aspecto relevante que o colégio priorizou na gestão, a partir da participação dos pais e da comunidade de uma forma mais próxima.

 

No que diz respeito à prática pedagógica, o IDEB do CEJE também vem sendo refletido pelo esforço de toda a equipe nos casos de reprovação e evasão. Desse modo, auxiliar e incentivar o aluno para que ele permaneça na escola e consiga a progressão para as próximas séries é uma meta em destaque da equipe escolar.

 

Por fim, é importante destacar que as metas e os percentuais alcançados no IDEB são colocados como referência para ajudar a definir e aprimorar o trabalho dos professores, visando melhores resultados nas escolas. O IDEB é o resultado do engajamento de toda a comunidade escolar e dos colegiados escolares: gestores, professores, alunos, pais e funcionários.

 

São os esforços em conjunto da gestão escolar, equipe pedagógica e diretores que estão levando a um desempenho positivo com os alunos, uma vez que é somente a partir deste trabalho coletivo que se pode alcançar reflexos significativos no ambiente escolar.

 

Prof. Geane Poteriko

02/09/2011

 

NOTA: O Ideb foi criado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) em 2007, em uma escala de zero a dez. Sintetiza dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: aprovação e média de desempenho dos estudantes em língua portuguesa e matemática. O indicador é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e médias de desempenho nas avaliações do Saeb e a Prova Brasil.

 

A série histórica de resultados do Ideb se inicia em 2005, a partir de onde foram estabelecidas metas bienais de qualidade a serem atingidas não apenas pelo País, mas também por escolas, municípios e unidades da Federação. A lógica é a de que cada instância evolua de forma a contribuir, em conjunto, para que o Brasil atinja o patamar educacional da média dos países da OCDE. Em termos numéricos, isso significa progredir da média nacional 3,8, registrada em 2005 na primeira fase do ensino fundamental, para um Ideb igual a 6,0 em 2022, ano do bicentenário da Independência.  Fonte: http://portalideb.inep.gov.br/

 

  

* Informações disponibilizadas pela secretaria do Colégio Estadual Jardim Esperança

 

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.